O que é Dermatologia Capilar?

A dermatologia capilar é uma especialidade da medicina que se dedica ao estudo e tratamento das doenças que afetam o couro cabeludo e os cabelos. É uma área da dermatologia que tem como objetivo diagnosticar e tratar problemas como a queda de cabelo, a calvície, a caspa, a dermatite seborreica, entre outros.

Quais são as principais doenças tratadas pela dermatologia capilar?

A dermatologia capilar abrange uma ampla variedade de doenças que afetam o couro cabeludo e os cabelos. Algumas das principais doenças tratadas por essa especialidade são:

1. Queda de cabelo:

A queda de cabelo é um problema comum que pode afetar tanto homens quanto mulheres. Existem diferentes tipos de queda de cabelo, como a alopecia androgenética, a alopecia areata, a eflúvio telógeno, entre outras. A dermatologia capilar é responsável por identificar a causa da queda de cabelo e indicar o tratamento mais adequado.

2. Calvície:

A calvície, também conhecida como alopecia androgenética, é uma condição genética que leva à perda progressiva dos cabelos. A dermatologia capilar pode oferecer diferentes opções de tratamento para a calvície, como medicamentos tópicos, medicamentos orais, laserterapia, entre outros.

3. Caspa:

A caspa é uma condição comum que afeta o couro cabeludo, causando descamação e coceira. A dermatologia capilar pode indicar o tratamento adequado para controlar a caspa, como o uso de shampoos anticaspa e medicamentos tópicos.

4. Dermatite seborreica:

A dermatite seborreica é uma condição inflamatória crônica que afeta o couro cabeludo, causando descamação, vermelhidão e coceira. A dermatologia capilar pode oferecer tratamentos para aliviar os sintomas da dermatite seborreica, como o uso de shampoos específicos, medicamentos tópicos e terapias a laser.

5. Infecções do couro cabeludo:

As infecções do couro cabeludo podem ser causadas por diferentes agentes, como fungos, bactérias e vírus. A dermatologia capilar pode diagnosticar e tratar essas infecções, indicando o uso de medicamentos tópicos ou orais, dependendo do agente causador.

6. Psoríase do couro cabeludo:

A psoríase é uma doença inflamatória crônica que pode afetar diferentes partes do corpo, incluindo o couro cabeludo. A dermatologia capilar pode oferecer tratamentos para controlar os sintomas da psoríase do couro cabeludo, como o uso de medicamentos tópicos, fototerapia e terapias sistêmicas.

7. Tricorrexe nodosa:

A tricorrexe nodosa é uma condição em que os cabelos apresentam nós ou inchaços ao longo do fio. A dermatologia capilar pode indicar tratamentos para melhorar a aparência dos cabelos afetados, como o uso de produtos específicos e técnicas de cuidados capilares.

8. Alopecia areata:

A alopecia areata é uma doença autoimune que leva à perda de cabelo em áreas específicas do couro cabeludo. A dermatologia capilar pode oferecer tratamentos para estimular o crescimento dos cabelos afetados, como o uso de medicamentos tópicos, injeções de corticosteroides e terapias a laser.

9. Foliculite:

A foliculite é uma infecção dos folículos pilosos, que pode causar inflamação e coceira no couro cabeludo. A dermatologia capilar pode indicar tratamentos para controlar a foliculite, como o uso de medicamentos tópicos e cuidados adequados com os cabelos.

10. Hipertricose:

A hipertricose é uma condição em que ocorre um crescimento excessivo de pelos no couro cabeludo. A dermatologia capilar pode oferecer tratamentos para reduzir o crescimento dos pelos, como o uso de medicamentos tópicos e técnicas de depilação a laser.

11. Líquen plano pilar:

O líquen plano pilar é uma doença inflamatória que afeta os folículos pilosos, causando a queda de cabelo. A dermatologia capilar pode indicar tratamentos para controlar os sintomas do líquen plano pilar, como o uso de medicamentos tópicos, injeções de corticosteroides e terapias a laser.

12. Tricotilomania:

A tricotilomania é um transtorno em que a pessoa tem o hábito de arrancar os próprios cabelos. A dermatologia capilar pode oferecer tratamentos para controlar a tricotilomania, como o uso de medicamentos tópicos, terapias comportamentais e acompanhamento psicológico.

13. Cabelos frágeis e quebradiços:

Os cabelos frágeis e quebradiços podem ser causados por diferentes fatores, como a falta de nutrientes, o uso excessivo de produtos químicos e o uso frequente de ferramentas de calor. A dermatologia capilar pode indicar tratamentos para fortalecer os cabelos, como o uso de produtos específicos e cuidados adequados com os cabelos.

Em resumo, a dermatologia capilar é uma especialidade da medicina que se dedica ao diagnóstico e tratamento das doenças que afetam o couro cabeludo e os cabelos. É importante consultar um dermatologista capilar para obter um diagnóstico preciso e um tratamento adequado para cada caso.